Colunista: Rodrigo Bauer
Poeta e Compositor

cadastre-se ou faça login para utilizar os novos recursos do portal.

O HINO NACIONAL EM VARIAÇÃO DE TEMA

(Para Giovani Grizotti) Oh Pátria Amada! Merecias mais... Teu povo que era tão heroico, dantes – O que acordou num brado retumbante aquele sol da própria liberdade – vaga perdido entre as calamidades no chão da Pátria em derradeiro instante! As ruas, que eram plácidas, na essência, hoje são selvas onde a violência fez, da esperança, fúlgida utopia... E um mar de lama e desonestidade Transborda, às margens, marginalidade... E a voz que ouviram, hoje silencia! Oh Pátria Amada! Idolatrada! É pena que o braço forte que igualou o povo, perdeu a força e não se ergueu de novo perante à podridão e à peçonha... Ninguém resgata esse penhor malfeito, e desafiam nosso próprio peito os que carecem de qualquer vergonha! Terra Adorada, és tu Brasil! Mas sopra, em teu formoso céu, uma tormenta... A imagem do Cruzeiro está cinzenta pela lixão que, no Planalto, cresce... Corrupção intensa - Brasil lívido; ele que, outrora, foi um raio vívido mas, hoje em dia, já não resplandece! Espelhas, mãe gentil e flagelada, o teu passado que era de grandeza; já não entende a própria natureza tão rica e padecendo tanto luto... Gigante, o Estado nunca larga o osso, e vai, parasitando esse Colosso, cobrar do povo ainda mais tributos! Dos filhos deste solo, alguém esquece... A lei fraqueja e deixa o berço imundo; e, ao som do mar e do teu céu profundo, agoniza, deitado, esse florão! Seria esplêndido que fulgurasses e à luz da América, reinventasses um novo mundo para o cidadão! Mas, salve, entre outras mil, vilipendiada, a terra valorosa e mais garrida... Teus bosques e teus campos têm mais vida, mas sofrem com “amores” de ocasião! Tão fértil é teu seio, com certeza, que nunca faltaria pão na mesa se houvesse um incentivo à produção! O nosso amor eterno, mais que um símbolo, da flâmula do povo não se ausenta... E o lábaro estrelado que, hoje, ostentas é o mesmo que viu glória no passado! Levanta, meu Brasil! Volta do sono! Rebrota o verde-louro desse entono! Futuro, pra ter paz, é projetado! Oh Pátria Amada! Merecias mais... Que o povo não aceite, assim, calado, ser cotidianamente violentado por tantas negligências impudicas de quem se locupleta e prevarica, às custas de um país de acovardados! Que a Clava da Justiça seja erguida por mão imaculada e destemida, de brado retumbante e braço forte! E, assim, enquanto dure essa disputa, verás que um filho teu não foge à luta, nem teme, quem te adora, a própria morte!

Rodrigo Bauer Semana da Pátria/ 2017

Publicidade

FlashSB - Levando São Borja para o mundo!
© 2012 - Todos os direitos reservados. Melhor visualizado em 1024x768px. Desenvolvido por index1